Documento metodológico 335 - Estudo sobre o Poder de Compra Concelhio
Versão 1.3
Vigência Vigente
Tema Território
Entidade responsável I000901 - Gabinete para a Coordenação das Estatísticas Territoriais
Nota introdutória A primeira edição do Estudo sobre o Poder de Compra Concelhio (EPCC) corresponde ao ano de 1993, tendo-se-lhe sucedido, desde então, mais dez edições do estudo (1995, 1997, 2000, 2002, 2004, 2005, 2007, 2009, 2011 e a atual 2013). As primeiras cinco edições foram desenvolvidas sob a responsabilidade exclusiva do Instituto Nacional de Estatística, I.P. (INE), tendo as edições de 2004 e 2005 resultado de uma parceria entre o INE e a Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Nas edições de 2007, 2009, 2011 e 2013 do EPCC, os trabalhos voltaram a ser integralmente desenvolvidos pelo INE. O EPCC pretende caracterizar os municípios portugueses sob o ponto de vista do poder de compra, na aceção lata de bem-estar material, a partir de um conjunto de variáveis, por recurso a um modelo de análise fatorial, permitindo complementar a informação da contabilidade regional, disponível à escala das NUTS III, com informação à escala municipal. Enquanto indicador sintético, o EPCC reúne a capacidade de integrar uma vasta quantidade de informação e um formato de leitura simples. O modelo específico da análise fatorial acrescenta a capacidade de captar as diferentes dimensões do fenómeno em análise - neste caso, o poder de compra manifestado nos municípios. Contudo, porque o EPCC se baseia num modelo específico, não se tratando de uma operação clássica de produção estatística mas de um estudo estatístico, as estimativas produzidas não devem ser confundidas com qualquer uma das variáveis a que corresponda, na tradição da teoria económica ou da contabilidade nacional, um âmbito concetual bem delimitado, como o rendimento ou o consumo das famílias.
Tipo de operação estatística Estudo estatístico
Tipo de fonte de informação
Documento Download 1935